Skip to main content

Seu gato faz isso?

Voltar

1.     Ele lambe seu cabelo e suas orelhas

Isso indica que o seu gato o vê como outro felino, o maior de todos, inclusive – e por isso você é digno desse carinho e limpeza.

2.     Ele traz um animal morto para dentro de casa

Tudo bem, sabemos que é um pouco assustador acordar com um presente desses perto do travesseiro. Embora tenham sido domesticados, os gatos ainda conservam o instinto selvagem de caçar. Esse comportamento mostra que ele apenas quer dividir com você o que conseguiu caçar, como prova da amizade que tem por você.

3.     Ele pisca para você!

A piscadinha do gato equivale a um beijo. Este comportamento jamais ocorrerá com um estranho, os felinos só fazem isso para demonstrar em quem confiam ou sentem afeto.

4.     Ele diz “Eu te amo” à maneira dele.

Os gatos também dizem “eu te amo”, só que à maneira deles.

Você já ouviu aquele barulho de “motorzinho”?

Os gatos emitem esse som para mostrar que estão felizes e confiam em você.

5.         Ele amassa você.

Os filhotes amassam a barriga da mãe para estimular a produção de leite. Quando repetem esse comportamento com você, significa que criaram laços maternos e querem reviver um momento feliz que tiveram com a mãe.

Dicas

  • Uma das prováveis causas da maior sensibilidade à dor, também nos animais, nos dias frios é que as baixas temperaturas provocam constrição vascular e prejudicam a circulação do sangue no corpo.

    A necessidade de aquecimento da musculatura provoca uma contração que torna algumas partes do corpo mais doloridas, principalmente nas articulações dos animais mais velhos ou que tenham doenças como, por exemplo, a osteoartrite.

  • Você sabia que o focinho é como se fosse a digital de um cachorro? Cada animal da espécie possui um padrão único, o que faz o nariz de um, não ser o focinho do outro.

    A partir dessa informação, uma startup - a Megvii, lança um app capaz de identificar o seu pet. A inteligência artificial garante 95% de precisão nas buscas. Uma alternativa incrível ao uso de microchips destinados para os mesmos fins.

    Como funciona o aplicativo?

  • Um estudo realizado com pets e homens na Europa e publicado na revista European Radiology, revelou que em média, existem mais bactérias potencialmente infecciosas na barba de um homem do que na pelagem de um pet.

    Todos os homens que participaram do estudo tinham altas cargas de bactérias nos pelos faciais, mesmo apresentando condições perfeitas de saúde, enquanto 76% dos pets apresentaram bactérias em seu pelo. Foram consideradas provas de ressonâncias magnéticas nos pelos e no aparelho que realizou a coleta nos animais e nas pessoas.

  • A pesquisa realizada recentemente pela Centro de Energia Nuclear na Agricultura (Cena), da Universidade de São Paulo (USP), em Piracicaba, mostra que as embalagens de rações não são suficientemente esclarecedoras para os proprietários de cães e gatos.

Se o seu gato faz isso...

Produtos