Skip to main content

Você já ouviu falar em Alimentação Natural para cães?

Voltar

A Alimentação Natural (AN) tem sido um assunto muito comentando nas redes sociais, principalmente por tutores de pet preocupados com a saúde do animal. Mas afinal, você sabe o que significa Alimentação Natural?

A Alimentação Natural consiste em uma alimentação saudável e sem qualquer tipo de conservantes, podendo ser cozida, crua, com ossos ou sem ossos, servidas alternativamente à ração ou petiscos, porém sempre sob a supervisão do tutor e orientado pelo médico veterinário.

É comum que ao pensar em Alimentação Natural, muitas pessoas ainda pensem que isso significa servir a nossa comida ou as sobras dela, mas não é tão simples assim.

Os cães possuem necessidades nutricionais diferentes dos seres humanos e, além disso, alguns temperos que nós utilizamos, podem ser tóxicos aos pets, como por exemplo, a cebola.

Por se tratar de uma alimentação balanceada, é necessário realizar o cálculo dos nutrientes de acordo com a raça, porte e idade, e levar em conta que alguns cães possuem restrições alimentares, por isso, deve ser preparada sob a orientação de um médico veterinário, pois as deficiências nutricionais podem acarretar o enfraquecimento dos ossos, anemia e até mesmo distúrbios hormonais.

Hoje em dia existem muitas empresas especializadas em Alimentação Natural, embora algumas não sejam registradas.

Por isso, na hora de comprar é necessário certificar-se que estas estão registradas no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). O registro do MAPA assegura que os fabricantes sigam os mesmos padrões de higiene e cuidados que os fabricantes de ração.

Se você pensa em mudar a alimentação do seu cão, o primeiro passo é levá-lo ao médico veterinário para uma avaliação, pois somente o médico veterinário poderá verificar se o cão está saudável e apto à mudança na alimentação.

 

Dicas

  • As otites nos pets, normalmente, se manifestam através de sinais clássicos, como: coceira persistente, repetições no balançar de cabeça, odor, produção excessiva de secreções e dor. Caso seja observado um desses sinais, você deve levar o seu pet, imediatamente ao médico veterinário para que a causa seja identificada e prescrito o tratamento correto.
     

  • Para uma limpeza eficiente das orelhas do seu pet, primeiramente, é importante conhecer a estrutura do órgão. A orelha é dividida em 3 partes nos cães e gatos: orelha externa, média e interna.
     

  • Profissional da Vetoquinol Saúde Animal informa os sintomas, as doenças transmitidas e o método de prevenção

     

  • Uma das prováveis causas da maior sensibilidade à dor, também nos animais, nos dias frios é que as baixas temperaturas provocam constrição vascular e prejudicam a circulação do sangue no corpo.

    A necessidade de aquecimento da musculatura provoca uma contração que torna algumas partes do corpo mais doloridas, principalmente nas articulações dos animais mais velhos ou que tenham doenças como, por exemplo, a osteoartrite.

Alimentação Natural AN

Produtos